‘ESCOLA AO LADO’ EM EXPOSIÇÃO DE 23 DE NOVEMBRO A 31 DE JANEIRO

Rita GT estreia-se na Movart

‘Escola ao lado’ é a primeira exposição individual da portuguesa Rita GT, que pode ser vista na galeria de artes Movart, em Luanda, de 23 de Novembro a 31 de Janeiro. Artista plástica pretende homenagear uma escola de arte.

Rita GT estreia-se na Movart
Mário Mujetes
Rita GT, artista plástica

Escola ao lado’ é um dos mais recentes trabalhos de Rita GT, com curadoria da investigadora Ana Cristina Cachola, que tem como objectivo “desconstruir as hierarquias no dispositivo escolar e questionar a rigidez dos modelos actuais de produção e circulação do conhecimento”, lê-se num comunicado de imprensa. E “foca-se num presente vernáculo fundado em ideais de proximidade, de ‘boa’ vizinhança, urgência e premência”.

As peças desta exposição foram retiradas da ilha de Luanda e da Chicala e compõem uma instalação, com mobílias de uma escola antiga da ilha e com uma série de seis a oito fotografias tiradas na Chicala, pelos fotógrafos Hélio Bruno e Raul Gourgel, que retratam famílias do bairro histórico Axiluanda, que foi parcialmente destruído.

A artista pretende, com a exposição, transmitir uma mensagem do amor fraterno, da união artística, da partilha e da importância de se crescer juntos e unidos numa luta pelos direitos de qualidade de produção cultural.

Rita GT quer também fazer uma homenagem à escola ‘Só Bumba’ na Chicala, do colega Nelo Teixeira, porque entende “tratar-se de um património e legado da escola e que é um movimento artístico que considera estar a formar a nova geração de artistas”. “Um verdadeiro trabalho de partilha, altruísmo e consciência artística”, afirma.

A lição n.º 2 da ‘Escola ao lado é, acima de tudo, um espaço de diálogo e partilha, querendo prestar uma grande homenagem à escola de arte que considera ser a mais “importante”de Angola.

Além da homenagem à escola ‘Só Bumba’, há intervenções agendadas do jornalista José Luís Mendonça; de Indira Grande; do colectivo de poetas do Movimento Lev’Arte: Marcos Jinguba, Pedro Belgio, William Ribeiro e Gino Sacramento e, muito fundamental, o grupo de intervenção social Jovem Mwangolê, que vai à Escola ao lado partilhar música, dar uma aula de capoeira em parceria com alguns centros de acolhimento de crianças da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS