Desde 2003

MED controla 249 técnicos de língua gestual

O Ministério da Educação conta com 249 intérpretes formados desde 2003, altura em que desenvolveu o estudo para uniformização da Língua Gestual em Angola, informou esta segunda-feira, 30, o director nacional de Ensino Especial, Lucas Luciano.

MED controla 249 técnicos de língua gestual
D.R
Lucas Luciano, director Nacional do Ensino Especial

Em Outubro de 2003 foi criado um estudo, desenvolvimento e uniformização da língua gestual para evitar as interferências das de outros países, criando assim, a Língua Gestual Angolana, que permitiu os cidadãos terem uma língua de ensino uniforme e com professores formados, porém ainda não reconhecida pelo Ministério da Cultura como língua nacional, o que dificulta o processo.

Segundo o responsável, que falava à Angop no âmbito do dia do surdo assinalado hoje (30 de Setembro), apesar deste esforço, nem todos os capacitados têm habilidades para serem professores.

Assim sendo, o objectivo é que após a cada formação disseminem os conhecimentos nas suas localidades, contribuindo assim para mitigar o défice de intérprete.

Como perspectiva, o director disse estarem previstas mais formações para intérpretes, especialmente surdos e não bilaterais (intérpretes sem deficiência auditiva).

Cerca de meio milhão de angolanos, entre crianças, jovens e adultos, é surda.  

A surdez é uma deficiência que afecta aproximadamente uma a três em cada mil pessoas no mundo, independentemente da cor da pele, sexo, idade ou zona geográfica, por várias causas.

 

 

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS