Para garantir melhor aproveitamento escolar

CNJ exige revisão da reforma educativa

O presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) defende a criação de uma comissão que se responsabilize na revisão da reforma educativa e dos aspectos ligados à docência, visando a melhoria da qualidade de ensino e aprendizagem no país.

CNJ exige revisão da reforma educativa
D.R.
CNJ quer alargamento da merenda escolar.
João Mateus,

João Mateus, presidente do CNJ

O líder juvenil considera “fundamental” alargar o número de escolas beneficiárias da merenda escolar.

Para João Mateus, que falava na Lunda-Sul a propósito do Dia da Juventude Angolana, que se assinalou a 14 deste mês, é necessário proceder ao levantamento real das escolas inoperantes em todo o país e as condições que atendam ao isolamento dos professores.

O líder juvenil considera “fundamental” alargar o número de escolas beneficiárias da merenda escolar, “para garantir melhor aproveitamento das crianças, uma vez que o nível de pobreza ainda é visível e constitui factor de influência negativa para a qualidade de ensino e aprendizagem”.

No domínio do empreendedorismo, emprego e formação técnico profissional, João Mateus defende igualdade de oportunidades para todos, sendo que a iniciativa privada e o fomento à criatividade devem ser protegidos pela legislação.

O presidente do CNJ sugere igualmente políticas que simplificam e obrigam as entidades empresariais o acesso aos estágios profissionais e o surgimento nas universidades de pequenas empresas que realizem actividades em vários ramos através de aplicação de tecnologias que garantam o desenvolvimento sustentável.

 

 

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS