Até 28 de Julho

Bienal mostra criatividade artística dos jovens da CPLP

Mais de 200 jovens criadores da CPLP evidenciam desde ontem a capacidade artística e criativa de cada país. Até domingo, estão previstas várias manifestações culturais, intercâmbio, seminários e conferências. Participam quase todos os países da comunidade com excepção da Guiné-Equatorial que até à noite de abertura não tinha chegado.

Bienal mostra criatividade artística dos jovens da CPLP
Santos Samuesseca

Com entradas livres, a organização da bienal espera receber, diariamente, pelo menos, 400 visitantes, dispostos a conhecer mais sobre as criações de jovens artistas da comunidade lusófona.

O Museu de História Militar, em Luanda, acolhe, desde esta quarta-feira, até domingo, a 9.ª Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, numa realização do Ministério da Juventude e Desporto em parceria com a Comissão da Juventude dos países membros da CPLP.

Durante quatro dias, mais de 200 jovens, representantes de países da comunidade lusófona, expõem peças do acervo cultural do povo, nas diferentes modalidades artísticas. 

De acordo com o porta-voz do evento, Kikas Machado, o objectivo do projecto é criar uma “ponte de unidade” entre os países membros que, apesar da distância geográfica, partilham laços comuns. Para Kikas Machado, encontros do género “permitem não só a solidificação do intercâmbio dos participantes, como também ajudam a fortalecer a aproximação social e cultural” e que “são portas para novos horizontes”.

A delegação de Timor-Leste é a mais representativa e foi das primeiras a chegar, o surpreendeu a organização por este ser um dos países “mais afastados” geograficamente da CPLP, não se esperava “tal assiduidade”, admite o porta-voz.  Espera-se ainda a presença dos representantes da Guiné-Equatorial.

A noite de abertura ficou marcada pelo desfile e ‘performances’ das delegações participantes em que cada uma apresentou diferentes manifestações culturais dos seus povos. Com destaque para a delegação de São Tomé e Príncipe que “arrancou” fortes aplausos pela forma como exibiu os passos de dança da levando ao palco dois dançarinos paraplégicos com uma coreografia recheada de malabarismos.

Bienal mostra criatividade artística dos jovens da CPLP

(Representantes de São Tomé e Príncipe.)

Até domingo, os participantes vão mostrar o melhor das culturas, através de exposições, espectáculos de música, teatro e dança, desfiles de moda, encontros com escritores lusófonos, exibição de filmes e documentários.

Com entradas livres, a organização da bienal espera receber, diariamente, pelo menos, 400 visitantes, dispostos a conhecer mais sobre as criações de jovens artistas da comunidade lusófona.

A Bienal de Jovens Criadores da CPLP é realizada de dois em dois anos, desde 1998, e é um espaço de referência para diálogo e intercâmbio multicultural e artístico entre jovens e instituições destes países.

Programação

26 de Julho

Seminário/conferências/exposições, às 9 horas

Oficinas de dança e teatro, às 10 horas

Grafite e artes urbanas e de rua, às 15 horas

Exibições de documentários, às 17 horas

Exibição de teatro e danças dos países participantes, às 19 horas

Recital de poesias e trova/concerto intimista, às 22 horas

Encerramento, às 23h30.

 

27 de Julho

Inauguração do Mural na Avenida 21 de Janeiro, às 10 horas

Artes e performances de rua, Avenida 21 de Janeiro

Visita a museus e locais de interesse turístico, às 11 horas

Passagem de Modelos, 18h30

Espectáculo musical dos países participantes (semba, kizomba, kuduro, música e DJ), às 21 horas

Encerramento, às 23h30

 

28 de Julho

Intercambio/parcerias/acordo, às 15 horas

Presença dos artistas participantes, às 16 horas

Cerimónia de encerramento, às 17 horas

Discurso de encerramento (ministra da Juventude e Desporto)

Animação cultural

Show musical

Jantar de confraternização (Governo da Provincial de Luanda)

Fim da cerimónia de encerramento

 

 

 

Outros artigos do autor

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS