Ex-líder da Unita foi recebido hoje pelo PR

Samakuva apela ao diálogo entre forças políticas

O ex-líder da Unita, Isaías Samakuva, defendeu, esta segunda-feira, o diálogo entre o Governo e as formações políticas, para evitar "situações susceptíveis de perturbar a paz e a harmonia necessárias à vida em comunidade".

Samakuva apela ao diálogo entre forças políticas
D.R
João Lourenço em audiência com ex-líder da Unita.

Isaías Samakuva, que foi recebido hoje pelo Presidente da República, afirmou, à saída da audiência, que o encontro serviu para abordar, essencialmente, a situação ocorrida, em Luanda, no passado sábado.

Nesse dia, um grupo de indivíduos, incentivados por activistas da sociedade civil e membros da Unita, tentaram protestar contra a não indicação de uma data para as eleições autárquicas e a falta de emprego, assim como por melhores condições sociais.

A tentativa de manifestação, não autorizada, foi frustrada pela Polícia Nacional, numa altura em que o país vê reforçadas as medidas restritivas de prevenção e combate à covid-19, que proíbe ajuntamentos superiores a cinco pessoas, na via pública.

O decreto presidencial em vigor deveria prolongar-se até 8 de Novembro, mas o Governo decidiu adoptar as novas regras, que entraram em vigor cerca de cinco horas depois de anunciadas, face ao aumento exponencial do número de infecções nos últimos dias.

Na sequência da tentativa de manifestação, a Polícia Nacional deteve mais de 100 pessoas, entre os quais alguns responsáveis da Unita e jornalistas.

A propósito, o político entende que deve haver um esclarecimento sobre o ocorrido e aconselhou a libertação dos detidos "na base do diálogo e da compreensão".

É a primeira vez que Isaías Samakuva é recebido pelo chefe de Estado, desde que deixou a liderança da Unita, em Novembro de 2019, após 16 anos à frente do maior partido na oposição.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS