LUANDA

Rui Falcão assume comunicação do MPLA

Rui Falcão assume comunicação do MPLA
D.R.

 O Bureau Político (BP) do MPLA indicou, nesta quarta-feira, Rui Falcão Pinto de Andrade, para exercer as funções de Secretário do Bureau Político para Informação e Propaganda do partido.

O recém exonerado governador da província de Benguela rende no cargo Albino Carlos, indicado para Secretário do Bureau Político para a 
Política Social.

A indicação de Rui Falcão, que já exerceu as mesmas funções de 2009 a 2013, decorre da alteração da composição do Secretariado do Bureau Político, aprovada hoje, durante a 2ª Reunião Ordinária deste órgão.

Durante a reunião, Yolanda Ribeiro dos Santos foi indicada Secretária do Bureau Político para a Reforma do Estado, Administração Pública e Autarquias, e Virgílio de Fontes Pereira para presidente do Grupo Parlamentar do MPLA.

Virgílio Fontes Pereira, que já exerceu as mesmas funções de 2012 a 2017, substituirá no cargo Américo Kuononoca.

Sob orientação do presidente do partido, João Lourenço, o Bureau Político do MPLA analisou a situação política, económica e social do país, congratulando-se com a iniciativa do Presidente da República da revisão pontual da Constituição.

Segundo o comunicado final da reunião, foi apreciado e aprovado o tema "Agricultura e Pescas no processo de diversificação da economia angolana - resultados e perspectivas", a ser presente à 5ª Sessão Ordinária do Comité Central.

O Bureau Político do MPLA considera a agricultura e as pescas sectores decisivos para a estabilização das populações no meio rural, no fomento do emprego, no combate à fome, na redução da pobreza, e no processo de diversificação económica e social de Angola.

Neste mesmo domínio, o BP do MPLA recomendou que o Executivo capitalize as potencialidades da agricultura e das pescas, procedendo a maximização da aplicação dos recursos humanos, financeiros e materiais e os investimentos em infra-estruturas.

Recomendou maior apoio à agricultura familiar e aos agentes nacionais do sector, assim como a criação de condições para o aumento da produção nacional e da auto-suficiência alimentar.

Apreciou os projectos do Relatório Anual de Actividades, do Relatório Anual de Actividades da Comissão de Disciplina e Auditoria, desenvolvidas em 2020, e do Relatório de Execução do Orçamento Geral do Partido, a serem submetidos à próxima reunião do Comité Central.

O Bureau Político do MPLA apreciou ainda a informação sobre o estado de preparação, organização e realização do processo orgânico do 7o Congresso Ordinário da Organização da Mulher Angolana – OMA, a ter lugar entre os dias 25 e 27 deste mês.

Na qualidade de Comissão Nacional Preparatória do 8º Congresso Ordinário do MPLA, o BP aprovou a composição e o plano geral de actividades das sub-comissões de trabalho do referido evento e a proposta de agenda de trabalho para a 5ª Sessão Ordinária do Comité Central do MPLA.

O Bureau Político aprovou as resoluções para o processo de regularização da direcção do Partido nas províncias de Benguela e Huíla, tendo anuído as candidaturas de Luís Nunes e Nuno Mahapi Dala, para os cargos de Primeiros Secretários do MPLA em Benguela e Huíla, respectivamente, a serem eleitos em conferências extraordinárias.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS