Chile

Mais de 200 chilenos repatriados

Mais de 200 chilenos repatriados
DR
Roberto Ampuero, ministro de Relações Exteriores do Chile

O governo do Chile anunciou hoje (13) que vai repatriar mais de 200 chilenos que vivem em Caracas, Venezuela, em situação de "vulnerabilidade" devido à crise político-económica e social que afecta o país.

"O Ministério de Relações Exteriores ajudará um grupo importante de chilenos que necessita regressar desde a Venezuela. Devido às graves dificuldades que enfrentam para viver aí querem voltar ao nosso país e vamos ajudá-los a regressar ao Chile", explica um comunicado.

O documento explica que o repatriamento terá lugar "entre a terceira e quarta semana de Novembro" e que o ministro de Relações Exteriores, Roberto Ampuero, confirmou que um avião da Força Aérea chilena "viajará até ao Haiti", no âmbito do programa ‘Plano de Retorno Humanitário’, para "transportar os chilenos radicados na Venezuela que pediram para regressar ao Chile, perante a complexa crise humanitária" venezuelana.

Segundo a nota, as autoridades chilenas têm recebido, através dos consulados, "pedidos de chilenos que residem no estrangeiro e que se encontram em situação de vulnerabilidade extrema".

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS