Em Luanda

Escola de pescas começa formar mais de mil

Escola de pescas começa formar mais de mil
DR
Victória de Barros Neto, ministra das Pescas e do Mar

Mais de mil alunos serão formados anualmente a nível básico e médio a partir do próximo ano, nas novas instalações da Escola de Formação de Pescas (Cefopescas), localizada no distrito urbano dos Ramiros, em Luanda.

Na escola serão formados marinheiros, maquinistas, mecânicos, electricistas navais, electromecânicos de frio, soldadores, informáticos e  língua inglesa.

A ministra das Pescas e do Mar, Victória de Barros Neto explicou hoje (16), na visita ao empreendimento, que o novo Cefopescas substitui o antigo, localizado no município de Cacuaco, que funciona apenas a 20 por cento, devido às chuvas de 2017 que destruíram 80 por cento das instalações.

O projecto, orçado em 98 milhões de dólares é uma iniciativa do Ministério das Pescas financiado pela Espanha. A escola foi erguida numa área de 26.581 metros quadrados, é composta por 17 salas de aulas, vários laboratórios e áreas de formação, técnica, administrava, residenciais e dormitórios para 300 alunos em regime de internamento.

As aulas serão asseguradas por 81 professores, entre os quais 19 estão em formação na Espanha.

A formação de técnicos para o sector das pescas no país conta com a Escola ‘Hélder Neto’, localizada na província do Namibe, a Escola Básica da Baía Farta, em Benguela, o ‘novo Cefopescas’, em Luanda, e a Academia de Pescas e Ciências do Mar, no Namibe. Desde 1982 já foram formados quatro mil e 835 técnicos básicos.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS