Na última semana de Novembro

CFL denúncia furto de parafusos dos carris

Cerca de 440 parafusos de pregação dos carris e das travessas da linha do caminho-de-ferro de Luanda (CFL) foram furtados, na última semana de Novembro.

CFL denúncia furto de parafusos dos carris
D.R
Falta de parafusos podem causar descarrilamento.

Um documento do CFL, enviado hoje, 2, à Angop, refere que cidadãos não identificados estão a furtar os dispositivos de fixação dos carris, o que torna  a linha instável para a circulação dos comboios, e em consequência causar um possível descarrilamento.

A nota acrescenta que os parafusos foram retirados no espaço que separa as zonas da Boavista e do estabelecimento prisional da Comarca, no distrito urbano do Sambizanga.

Para possibilitar a circulação dos comboios, o CFL teve que repor o material furtado, permitindo assim a circulação do transporte ferroviário sem interrupção.

“O CFL reprova atitude dos indivíduos que roubam os parafusos, colocando em perigo a vida de todos os utilizadores dos comboios”, refere a nota.

O CFL realiza, diariamente, 17 viagens de comboio suburbano de passageiros, transportando, nos três serviços, pelo menos seis mil pessoas que pagam 500 kwanzas em primeira classe, 200 na segunda e 30 na terceira.

Além do comboio suburbano, o CFL realiza viagens interprovinciais de Luanda ao Kwanza-Norte e Malanje.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS