Na Lunda-Sul

Centro de tratamento de água vai ser ampliado

O Centro de Captação, Tratamento e Distribuição de Água de Saurimo (Lunda-Sul) vai ser dobrar a capacidade actual, de 200 metros cúbicos para mais de 400, de modo a melhorar as restrições no fornecimento do líquido aos consumidores.

Centro de tratamento de água vai ser ampliado
Mário Mujetes
João Baptista Borges, ministro Energia e Águas

Com esta medida de ampliação, o ministério vai investir na construção de novas adutoras, que será fundamental nesta fase prioritária.

Sem adiantar datas, a informação foi avançada hoje, quarta-feira, pelo Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, no final da visita de trabalho de dois dias a Lunda-Sul, que visou constatar os projectos em curso na região.

João Baptista Borges disse que apesar da mesma funcionar em pleno com equipamentos operacionais, o centro apresenta insuficiência da capacidade do actual sistema do Centro de Captação Tratamento e Distribuição de Água, uma vez que atende 200 mil habitantes, dos 442.437 habitantes.

Explicou que o Ministério vai analisar o projecto da sua ampliação e a posterior remeter ao governo da província para a sua apreciação em função das suas necessidades e uma vez acordado, será definido as etapas subsequentes para o desenvolvimento do mesmo.

Com esta medida de ampliação, o ministério vai investir na construção de novas adutoras, que será fundamental nesta fase prioritária.

Quanto ao sistema de água na localidade do Pimbi (município de Saurimo), disse que o ministério vai ajustar as prioridades viradas para o aumento da disponibilidade de água.

Quanto aos demais municípios, referiu que os projectos relacionados à água não foram executados resultado da crise financeira que o país vive, mas o Ministério vai focar-se no Dala e Cacolo, que serão reabilitados os sistemas antigos.

Explicou que a reabilitação dos sistemas não será para a distribuição ao domicílio, mas sim, para evitar que a população beba água do rio.