Determinados pela Assembleia Nacional

CASA-CE tem oito dias para resolver conflitos internos

O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, determinou nesta quarta-feira, oito dias ao Grupo Parlamentar da CASA-CE para resolver o conflito interno para a reintegração dos oito deputados dissidentes.

CASA-CE tem oito dias para resolver conflitos internos
D.R
André Mendes de Carvalho 'Miau', presidente da CASA-CE

A decisão saiu da reunião dos presidentes dos grupos parlamentares que aprovou a agenda das reuniões plenárias dos dias 9 e 17. Aos jornalistas não foi avançada a consequência sobre a não solução do diferendo.

Na reunião, os líderes dos grupos parlamentares centraram a discussão na situação da repartição da grelha do tempo nas sessões plenárias, bem como na partilha do património do grupo parlamentar.

Composto por 16 deputados, o Grupo Parlamentar da CASA-CE ficou dividido ao meio depois de o ex-presidente da coligação, Abel Chivukukuvuku ter sido afastado do cargo, em Fevereiro do ano passado, por alegada quebra de confiança política.

Sete deputados continuaram fiéis ao novo presidente, André Mendes de Carvalho 'Miau', também ele parlamentar. Um outro grupo de oito deputados decidiu afastar-se do grupo parlamentar, por não se rever na actual direcção.

O presidente do grupo parlamentar da CASA-CE, Alexandre André, disse que a coligação concordou com o parecer emitido pelas comissões especializadas da Assembleia Nacional no que diz respeito ao tratamento que merecem os deputados que desintegraram-se do grupo parlamentar, mas discorda com a decisão de alteração da grelha de tempo. “A CASA-CE rejeita, categoricamente, que a grelha de tempo deve ser repartida e a parte patrimonial também”, afirmou.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS