Para a Amazónia

Brasil rejeita ajuda de 20 milhões de dólares do G7

Foi anunciado esta terça-feira, através de uma nota enviada à comunicação social, que o governo brasileiro recusou os 20 milhões de dólares oferecidos pelos países do G7 para combater os incêndios na Amazónia. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Ernesto Araújo, fez uma publicação no Twitter comentando a recusa, que acontece porque o Brasil não quer “relativizar a soberania sobre o seu território”.

Brasil rejeita ajuda de 20 milhões de dólares do G7
DR
Amazónia, maior floresta tropical do mundo
Onyx Lorenzoni

Onyx Lorenzoniministro da Casa Civil

Agradecemos, mas talvez esses recursos sejam mais relevantes para reflorestar a Europa. Macron não consegue sequer evitar um previsível incêndio numa igreja que é património da humanidade (incêndio na Catedral de Notre-Dame) e quer ensinar o quê para nosso país? Ele tem muito o que cuidar em casa e nas colónias francesas.

O ministro da Casa Civil brasileiro, Onyx Lorenzoni, já afirmara na segunda-feira que o governo rejeitaria a ajuda de 20 milhões de dólares. “Agradecemos, mas talvez esses recursos sejam mais relevantes para reflorestar a Europa. Macron (Presidente francês) não consegue sequer evitar um previsível incêndio numa igreja que é património da humanidade (incêndio na Catedral de Notre-Dame) e quer ensinar o quê para nosso país? Ele tem muito o que cuidar em casa e nas colónias francesas”, disse Onyx ao G1.

O chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, anunciou na segunda-feira que o G7 forneceria uma ajuda imediata de 20 milhões de dólares para combater o incêndio na maior floresta tropical do mundo.

Na cimeira do G7, dos países mais industrializados do mundo, participaram durante o fim de semana os líderes da Alemanha, Canadá, Estados Unidos da América, França, Itália, Japão e Reino Unido.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta. Tem cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (pertencente à França).

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS