Na fronteira Angola/Namíbia

Apreendidas mais de 70 pedras de rubi

Cerca de 77 pedras de rubi foram apreendidas na fronteira Angola e Namíbia, durante os últimos sete dias, pela Polícia de Guarda Fronteira, no Cunene.

Apreendidas mais de 70 pedras de rubi
D.R

O rubi é uma das pedras coloridas mais valorizadas e desejadas do mundo, é uma variedade vermelha do mineral corindon, um óxido de alumínio (Al2O3) e tem dureza na escala Mohs de 9,0

A informação foi avançada hoje,  segunda-feira, em Ondjiva, pelo porta-voz pelo porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional no Cunene, intendente Nicolau Tuvecalela, realçando que o referido cidadão encontra-se detido.  

A apreensão das pedras preciosas ocorreu no marco 19, nas mediações de Santa-Clara, quando um cidadão nacional de 34 anos tentava transpor a fronteira, no acto da revista  foi encontrado com a quantidade destas pedras preciosas.

O rubi é uma das pedras coloridas mais valorizadas e desejadas do mundo, é uma variedade vermelha do mineral corindon, um óxido de alumínio  (Al2O3) e tem dureza na escala Mohs de 9,0. A ocorrência de rubis naturais de boa qualidade é mais rara que diamantes de excepcional qualidade, por isso seus valores são altíssimos.

O Rubi é conhecido como a pedra da decisão, da vitória, coragem e sucesso, por isso essa gema adornava coroas de reis e rainhas da antiguidade.

Fez saber que na mesma zona fronteiriça foram detidos três cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 26 a 44 anos, quando tentavam entrar na Namíbia, com quatro marfins para fins comerciais.  

Explicou que, por violação da fronteira encerrada devido a covid-19, foram impedidos de entrar e sair do país 177 cidadãos dos quais 176 nacionais e 10 estrangeiro de nacionalidade namibiana.  

No âmbito de combate ao roubo e furto de gado, das 18 cabeças de gado bovinos e 201 caprinos roubados em diferentes localidades da província, recuperou-se 17 bovinos e 199 caprinos, entregues aos legítimos proprietários.  

O porta-voz sublinhou que em relação à sinistralidade rodoviária, a província registou 13 acidentes de viação ocorridos nos municípios do Cuanhama e Ombadja, que resultaram em  dois mortos e 14 feridos.  

Afirmou que as causas dos acidentes foram excesso de velocidade, falta de prudência, mau estado técnico, pasto desordenado e condução ilegal, manobra perigosa em concurso em ultrapassagem irregular e condução sob efeito de álcool.  

Durante o período em referência, a Policia Nacional no Cunene, notificou 52 crimes de natureza diversas, dos quais 39 esclarecidos, bem como a detenção de 35 cidadãos como presumíveis autores.  

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS