Jair Bolsonado reconhece a nova embaixadora

Apoiantes de Guaidó entraram na embaixada da Venezuela no Brasil

Um grupo de apoiantes de Juan Guaidó, chefe da Assembleia Nacional da Venezuela e auto-proclamado Presidente daquele país, entrou hoje na embaixada venezuelana em Brasília, capital do Brasil.

Apoiantes de Guaidó entraram na embaixada da Venezuela no Brasil
D.R.
Juan Guaidó, chefe da Assembleia Nacional da Venezuela

O prédio da embaixada da Venezuela no Brasil, porém, continuou a ser administrado por pessoas nomeadas pelo governo de Nicolás Maduro.

Em comunicado, a advogada María Teresa Belandria Expósito, indicada por Juan Guaidó como embaixadora e reconhecida pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que um grupo de funcionários da embaixada da Venezuela a contactou, hoje de manhã, e entregou a embaixada.

"Um grupo de funcionários da embaixada da Venezuela no Brasil entrou em contacto connosco para nos informar que reconhecem o presidente Juan Guaidó. Eles começaram a abrir as portas e entregar voluntariamente a sede diplomática à representação legitimamente credenciada no Brasil", informou o comunicado.

No entanto, a comunicação social brasileira relata que a entrada do grupo na embaixada aconteceu de madrugada e que a polícia militar foi chamada por funcionários que alegaram que os apoiantes de Guaidó forçaram a sua entrada no local.

O encarregado de negócios da Venezuela no Brasil, Freddy Meregote, também divulgou um vídeo negando que funcionários da embaixada tenham permitido a entrada do grupo.

O deputado (membro da câmara baixa) brasileiro Paulo Pimenta, do Partido dos Trabalhadores (PT), informou na rede social Twitter que esteve no local e que os funcionários da embaixada venezuelana teriam sido assediados por apoiantes do líder da assembleia venezuelana e pelo governo brasileiro.

"Eu e o deputado Glauber Braga registámos a denúncia dos diplomatas venezuelanos na embaixada da Venezuela em Brasília, que foi invadida por milicianos contratados numa ação coordenada com o governo brasileiro", escreveu, numa mensagem no Twitter, que acompanha um vídeo de Freddy Meregote relatando a alegada invasão.

A Venezuela não tem oficialmente um embaixador no Brasil desde 2016, quando o chefe de Estado brasileiro reconheceu Juan Guaidó como presidente da Venezuela e recebeu a carta credencial de María Teresa Belandria Expósito, nomeada embaixadora no Brasil por Guaidó.

O prédio da embaixada da Venezuela no Brasil, porém, continuou a ser administrado por pessoas nomeadas pelo governo de Nicolás Maduro.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS