Para instituições de ensino superior públicas

Angola vai contratar docentes cubanos

Angola vai contratar docentes cubanos
D.R.
Sala de aulas na UAN

Angola vai contratar professores cubanos para instituições de ensino superior públicas, de forma a “suprir a falta de especialistas com conhecimento e experiência necessária”, indica um despacho presidencial.

Segundo o documento a que a Lusa teve acesso, de 25 de Setembro, a contratação é justificada “em virtude da urgência em garantir o seu normal funcionamento” no “decurso do ano académico 2018”, que termina em Dezembro.

O despacho assinado pelo Presidente da República, João Lourenço, autoriza o lançamento do procedimento de contratação simplificada para a assinatura “de dois contratos de aquisição de serviço docente de especialistas de nacionalidade cubana”, para ministrarem aulas em universidades públicas, no presente ano lectivo.

No ano passado, Angola previa gastar quase 63 milhões de dólares com a contratação de professores cubanos para leccionarem no ensino superior público no ano académico de 2017.

A informação resulta de dois despachos de então, do Ministério do Ensino Superior, homologando contratos com a empresa Antex, que assegura o recrutamento de especialistas cubanos para leccionarem nas universidades públicas, ao abrigo do acordo de cooperação entre os dois governos na área de formação de quadros.

De acordo com o primeiro destes despachos, a Antex foi contratada para recrutar professores do ensino superior, por 37,2 milhões de dólares, e especificamente, com o segundo, para docentes para os cursos afectos à área da Saúde, neste caso por 27,4 milhões de dólares.

 

Outros artigos do autor

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS