Com 10 meses de salários em atraso

Administração de Cacuaco despede 129 trabalhadores

A Administração Municipal de Cacuaco, em Luanda, despediu, ontem, 9, pelo menos, 129 trabalhadores que funcionavam em regime de contrato. Trata-se, entre outros, de trabalhadores da morgue municipal, da Unidade Técnica Comunitária (UTCOM) e do canil-gatil.

Administração de Cacuaco despede 129 trabalhadores
Mário Mujetes
Augusto José, administrador de Cacuaco

Em declarações ao NG, o administrador municipal, Augusto José, esclarece que a ordem de despedimento é do Ministério das Finanças, que, segundo o dirigente, justificou a medida com a “falta de dinheiro”.

Os referidos trabalhadores foram contratados entre 2008 e 2011 em regime de contrato e foram despedidos com 10 meses de salários em atraso, os quais o administrador promete pagar até 31 deste mês.

De acordo com os trabalhadores, “os salários foram sempre pagos com atraso, nunca beneficiaram de subsídios de férias e de natal, assim como não têm o registo dos descontos da segurança social”, alertando que até aceitam o despedimento, no entanto, condicionado à regularização da segurança social dos anos de trabalho.

O administrador municipal, Augusto José, não adianta qualquer promessa quanto à segurança social, mas remete o assunto para uma comissão, criada pela administração e os funcionários, que deverá analisar a situação dos subsídios e do tempo de serviço de cada funcionário.

Augusto José promete encontrar, junto do governo provincial de Luanda, soluções para o enquadramento dessas funcionários, por entender que o “objectivo não é colocar ninguém no desemprego”.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS