Candidato a presidente da Unita

Adalberto Costa Júnior quer Unita "dinâmica e congregadora"

O candidato a presidente da Unita, Adalberto Costa Júnior, defendeu, esta quinta-feira, em Ondjiva, no Cunene, a necessidade de tornar o partido "forte, dinâmico e congregador para sair vencedor nos futuros desafios do país".

Adalberto Costa Júnior quer Unita "dinâmica e congregadora"
D.R.

Fazem parte da lista de candidatos a líder da Unita Adalberto Costa Júnior, Alcides Sakala, Raul Danda, José Kachiungo e Abílio Kamalata Numa. O substituto de Isaías Samakuva será eleito no XIII congresso ordinário do partido, a 13 e 15 de Novembro, em Luanda.

 

Durante a apresentação do seu manifesto eleitoral aos militantes no Cunene, o político disse que, caso seja eleito presidente da Unita, assumira uma postura e responsabilidade moral que  tornará o partido "mais congregador".

Para o também presidente da bancada parlamentar do 'galo negro', o trabalho no partido deve ser na base da inclusão e não com imposições, por isso deve-se contar com as contribuições e opiniões de todos para o crescimento e fortalecimento da sua estrutura partidária.

“As múltiplas candidaturas à liderança do partido no XIII congresso ordinário da Unita, a decorrer de 13 a 15 de Novembro, reafirma a plenitude da democracia que é uma das prioridades do seu mandato, bem como a defesa dos princípios de Muangai de 1961 e a educação e preparação política dos jovens”, afirmou.

A aposta, disse o político, recai ainda na reabertura do Centro de Estudo Comandante Kapesse Kafundanga, da Fundação Jonas Malheiro Savimbi, para permitir a formação das futuras lideranças do partido, reciclagem regular dos quadros e dirigentes a vários níveis.

Adalberto Costa Júnior sublinhou que esta aposta vai tornar os quadros mais competentes, honestos e dinâmicos para corresponder aos próximos desafios que são as eleições autárquicas, previstas para 2020, e as eleições gerais de  2022.

Fazem igualmente parte da lista de candidatos a líder da Unita, além de Adalberto Costa Júnior, Alcides Sakala, Raul Danda, José Kachiungo e Abílio Kamalata Numa, os quais deverão substituir o presidente cessante, Isaías Samakuva, numa eleição que está agendada para o XIII congresso ordinário do partido, a 13 e 15 de Novembro, em Luanda.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS