Entre 2013 e 2018

2.500 pessoas suicidaram-se em Angola

2.500 pessoas suicidaram-se em Angola
DR

Entre as tipicidades de suicídios que se registam em Angola, os enforcamentos, projecção ao solo, disparos com arma de fogo e ainda utilização de armas brancas norteiam as ocorrências.

Pelo menos, 2.500 suicídios foram registados em Angola entre Janeiro de 2013 e Agosto de 2018, anunciou hoje fonte oficial, referindo que os números "não reflectem a realidade do país", porque "vários casos não são reportados" às autoridades.

A informação foi avançada pelo médico legista do Serviço de Investigação Criminal (SIC) de Angola, Aurélio Martins, à margem da 5.ª Conferência Nacional sobre Saúde Mental em Angola, realizada em Luanda.

No encontro, que visou celebrar o Dia Mundial da Saúde Mental, assinalado hoje (10 de Outubro), Aurélio Martins falou sobre o tema ‘Casos Consumados de Suicídio e a Abordagem da Medicina Legal’, lamentou a falta de cultura de denúncia dos cidadãos quando esses casos ocorrem.

"É este universo de casos que registamos de Janeiro de 2013 a Agosto de 2018, um total de 2.500 casos de suicídio. Mas, em termos estatísticos, esses números não reflectem a realidade. Temos noção que, pelo país, ocorrem casos que não são denunciados", disse.

Em declarações à imprensa, o responsável do SIC explicou que, entre as razões para os suicídios, estão "factores psicológicos, genéticos e socioeconómicos"

Entre as tipicidades de suicídios que se registam em Angola, os enforcamentos, projecção ao solo, disparos com arma de fogo e ainda utilização de armas brancas norteiam as ocorrências.

"Saúde Mental dos Jovens num Mundo em Mudanças" é o lema das celebrações do Dia Mundial da Saúde Mental, com as autoridades a manifestaram-se preocupadas com os casos de "transtornos mentais entre jovens e adolescentes".

A influência das escolas e seu impacto na saúde mental dos jovens e adolescentes, as mudanças sociais e o seu impacto no comportamento juvenil foram alguns dos temas abordados no encontro, que congregou vários especialistas do setor da saúde.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS