Com 15 anos de prisão

Roménia vai punir quem violar regras e contagiar outros causando morte

A Roménia vai punir com 15 anos de prisão qualquer cidadão contagiado pela Covid-19 que não respeite as medidas sanitárias impostas durante a pandemia e cujo comportamento cause a morte comprovada de uma terceira pessoa, foi hoje anunciado.

Roménia vai punir quem violar regras e contagiar outros causando morte
D.R

“Não podemos aceitar que pessoas irresponsáveis estejam a andar livremente e possam deixar outras doentes”, afirmou o primeiro-ministro romeno, Ludovic Orban, citado pela agência France-Presse (AFP).

De acordo com um decreto publicado pelo governo da Roménia, os cidadãos que saibam que estão contaminados e que não respeitem as medidas sanitárias impostas pelas autoridades poderão ser condenados a 15 anos de prisão se for comprovado que o seu comportamento provocou a morte de outras pessoas.

Bucareste também pediu à diáspora para não tentar regressar ao país, devido às restrições de viagens em vigor na Europa, para evitar a proliferação da doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

O presidente romeno, Klaus Iohannis, reforçou “com franqueza, mas tristeza” que é “completamente impossível” viajar de países terceiros para a Europa.

A Roménia tem 227 casos confirmados de infecção e 3.800 pessoas em quarentena, e, por essa razão, está a reforçar a legislação para a enquadrar a situação actual de pandemia.

O governo anunciou ainda que qualquer violação das medidas impostas para mitigar a propagação da doença vão ser punidas com até três anos de prisão, ou até cinco anos, se destas infracções resultarem mais casos de contaminação.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infectou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram.

Das pessoas infectadas, mais de 86.600 recuperaram da doença.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS