Na Huíla

REMPE cadastra mais de quatro mil empresas

Pelo menos, 4.429 empresas, de 3.200 previstas, com destaque para as do ramo do comércio e prestação de serviço foram cadastradas na província, no âmbito do Recenseamento de Empresas e Estabelecimentos (REMPE) na Huíla, iniciado a 14 de Setembro último.

REMPE cadastra mais de quatro mil empresas
D.R

O inquérito que terminou a dez deste mês no país, teve de ser alargado para mais cinco dias na Huíla, fruto de algum atraso no fornecimento de dados por parte de algumas empresas, informou esta terça-feira, no Lubango o supervisor provincial do REMPE na Huíla, Manuel Fernando.

“O nosso empresariado não tinha percebido o nosso propósito nos seus empreendimentos e confundiu-nos com fiscais, daí que nos primeiros dias encontramos certa resistência, mas depois com uma maior sensibilização e maior esclarecimento dos nossos técnicos, conseguimos ter uma adesão boa”, declarou.

Realçou que os dados são tratados a nível do Instituto Nacional de Estatística (INE) e vão servir para um banco de dados de consulta para interessados em investir numa determinada área, através de uma consulta feita no portal.

De acordo com a fonte, percorreram os 14 municípios da província e, embora não tenham chegado a determinadas povoações por questões de acesso e logística, conseguiram ter uma cobertura representativa da província.

O processo contou com a participação de 15 técnicos divididos em três equipas, em que cada uma era composta por um supervisor de campo e quatro recenseadores com a responsabilidade de fazer a recolha de dados que definem a estrutura de custos das empresas, desde os seus consumos intermédios, bem como obter uma base de dados das empresas e estabelecimentos consolidados, assim como o nível de contratação do pessoal. 

O primeiro REMPE em Angola, realizado em 2002, permitiu conhecer o universo e a estrutura da actividade empresarial de Angola daquele período, construir o Ficheiro de Unidades Estatísticas (FUE), que serviu de base para o desenho e selecção de amostras de inquéritos à actividade económica e produzir informação estatística de base para as Contas Nacionais.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS