Espanha

Rei dissolve parlamento e convoca eleições para 10 de Novembro

Expirado o prazo de formação do governo, e depois de falhar qualquer solução, o rei Felipe VI ordenou esta terça-feira, a dissolução do parlamento espanhol e convocou eleições para o dia 10 de Novembro, de acordo com um boletim oficial do Estado. A campanha eleitoral será realizada entre os dias 1 e 8 de Novembro.

Rei dissolve parlamento e convoca eleições para 10 de Novembro
D.R
Rei Felipe VI

As novas eleições chegam após Felipe VI ter decidido na semana passada não propor qualquer candidato para formar governo, depois da investidura falhada de Julho. Nessa altura, ainda havia uma semana para que os partidos chegassem a uma solução de governo e evitassem a dissolução do parlamento, com um eventual acordo de última hora. No entanto, não foi alcançada qualquer formação do Governo.

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) venceu as eleições espanholas, a 28 de Abril, mas não podia governar sozinho, uma vez que não alcançou a maioria absoluta (conseguiu eleger 123 deputados). Este resultado obrigava-o a uma negociação com outros partidos para formar governo, algo que não aconteceu.

Na semana passada, quando o rei Felipe VI não indicou um candidato, Sánchez culpou os partidos da oposição e lamentou que um acordo não tenha sido possível. “Tentei tudo, mas não me deixaram”, garantiu, dizendo que “não há bases suficientes para pôr em marcha uma investidura que vai falhar”.

De acordo com a Constituição espanhola, o parlamento é dissolvido — e novas eleições convocadas — quando tiverem passado “dois meses a partir da primeira votação da investidura”. Essa primeira tentativa foi feita a 23 de Julho, o que significa que o prazo acabava a 23 de Setembro, se nenhum candidato conseguisse a confiança do parlamento. Só nessa altura, diz a lei fundamental de Espanha, “o rei dissolverá ambas as Câmaras e convocará novas eleições”.

Depois das eleições do dia 10 de Novembro, acrescenta o documento, ambas as Câmaras vão reunir a 3 de Dezembro. Estas são as quartas eleições em Espanha num período de apenas quatro anos.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS