Devido a desactivação temporária do INIS

País reduz capacidade de testagem

O país vai reduzir, nas próximas 48 horas, a capacidade de testagem laboratorial dos mais de 600 testes por dia para 400, devido a desactivação temporária do Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS).

País reduz capacidade de testagem
D.RDe acordo com o secretário de Estado para
País vai voltar aumentar a testagem na terça-feira.

A desactivação temporária do INIS deve-se ao facto de dois funcionários administrativos desta instituição terem testado positivo à covid-19, nas últimas 24 horas.

De acordo com o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, a desactivação temporária do INIS deve-se ao facto de dois funcionários administrativos desta instituição terem testado positivo à covid-19, nas últimas 24 horas.

Ao actualizar os dados sobre a doença no país, o secretário de Estado explicou que os dois infectados foram diagnosticados no rastreio regular feito aos funcionários do INIS.

Diante deste cenário, avançou, foram tomadas medidas de isolamento dos contactos directos dos infectados e deu-se início, neste domingo, ao processo de desinfecção das respectivas instalações.

Depois deste processo, assegurou, é retomada a actividade laboratorial no INIS na próxima terça-feira (23).    

O secretário de Estado apelou aos profissionais de saúde e trabalhadores administrativos a cumprirem rigorosamente as medidas de prevenção individual e colectiva, para se evitarem novas contaminações.

Com a paralisação temporária do laboratório nacional de biologia molecular do INIS, Angola conta com os laboratórios do Instituto Nacional de Luta contra a Sida, o Hospital Militar e o Hospital Esperança, todos instalados em Luanda e com capacidade para processar 180 amostras/dia.

Além destes laboratórios, o sector de Saúde pode contar ainda com o contributo do sector privado, respectivamente das clínicas Luanda Medical Center e Girassol, que possuem equipamento laboratorial para a testagem da covid-19.  

 

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS