Vaticano

Papa quer medidas para erradicar crimes sexuais por parte do clero

O papa Francisco pediu hoje, 21, na abertura de uma cimeira histórica, “medidas concretas e efectivas” para erradicar os abusos sexuais por parte do clero, porque não basta condenar esses crimes.

Papa quer medidas para erradicar crimes sexuais por parte do clero
D.R.

O povo de Deus está a ver-nos e espera que nós não só condenemos, mas tomemos medidas concretas e efectivas.

 

"O povo de Deus está a ver-nos e espera que nós não só condenemos, mas tomemos medidas concretas e efectivas”, afirmou o papa Francisco perante 190 representantes da hierarquia religiosa, reunidos numa cimeira sem precedentes na história da igreja para abordar os abusos sexuais cometidos por membros do clero.

O papa argentino vai tentar convencer, nos próximos dias, os presidentes das Conferências Episcopais da Igreja Católica no mundo da sua responsabilidade individual face às agressões sexuais a menores.

Ouvir as vítimas, aumentar a consciência, aumentar o conhecimento, desenvolver novos procedimentos, e partilhar boas práticas são alguns dos objectivos do encontro.

O encontro sobre a “Protecção dos menores na Igreja”, que se realizará, no Vaticano focará três temas principais: responsabilidade, assunção de responsabilidades e transparência.

O papa anunciou a sua presença em todas as sessões e momentos de oração da cimeira que reunirá 114 conferências episcopais: 36 de África, 24 da América do Norte, América Central e América do Sul, 18 da Ásia, 32 da Europa e quatro da Oceânia.

Segundo a comissão organizadora da cimeira, os participantes “trabalharão juntos para responder a este sério desafio" estando prevista também a participação de algumas vítimas.

Na preparação deste encontro a comissão organizadora da cimeira pediu aos presidentes das conferências episcopais para ouvir as vítimas nos seus países.

 

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS