Caso da criança infectada com VIH no ‘Maria Pia’

Ministério promete responsabilização

Ministério promete responsabilização
DR
Hospital Josina Machel ‘Maria Pia’, em Luanda

O Ministério da Saúde promete responsabilizar os implicados no processo da transfusão com sangue contaminado com VIH/Sida a uma criança de sete anos, no Hospital Josina Machel ‘Maria Pia’, em Luanda.

O caso data o mês passado, mas só se tornou público nesta semana, após a divulgação da família que acusa o Ministério da Saúde de tentar esconder o caso. A menor deu entrada a 10 de Outubro na referida unidade hospitalar com dores de dente, inflamação na bochecha e feridas na boca, sendo após exames diagnóstica com anemia e com necessidade urgente de uma transfusão sanguínea.

Em conferência de imprensa, realizada hoje, no Ministério da Saúde, Leonardo Inocêncio, secretário de Estado para a Área Hospitalar, justifica que não se divulgou a situação para protecção da menor. “Não informamos a Comunicação Social por uma razão óbvia. É uma doença de estigma e trata-se de uma criança com os seus direitos e cabia a família de o fazer”, afirma o responsável que explica que o ministério lamenta profundamente o ocorrido e solidariza-se com a família garantindo a continuidade do tratamento no país como no exterior. Aquele responsável admite ter havido erro no processo de triagem e separação do sangue.

Leonardo inocência assegura que está em andamento um inquérito para averiguar como ocorreu a falha e que como medida cautelar, o ministério suspendeu a equipa envolvidas. O caso já foi entregue a Procuradoria-Geral de República (PGR) e após a conclusão do inquérito, além da suspensão, serão tomadas medidas de responsabilização a todos os que estiveram implicados no processo.

Actualmente, a menina encontra-se internada no hospital Pediátrico de Luanda para o cumprimento do tratamento de profilaxia com anti-retrovirais após exposição ao vírus. Nos próximos dias, a criança e a família serão mandados para o exterior para prosseguimento do tratamento.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS