Por covid-19

Médicos preocupados com número de mortes e infectados entre a classe

O Conselho Regional Norte da Ordem dos Médicos de Angola está preocupado com as mortes e infecções por covid-19 entre os profissionais de saúde, que segundo apuraram, ronda uma dezena de óbitos e quase 50 casos positivos.

Médicos preocupados com número de mortes e infectados entre a classe
D.R

 Segundo um comunicado, os membros reunirão com carácter de urgência na terça-feira, para avaliar as prováveis causas deste elevado número de mortes e de infecções na classe, bem como traçar estratégias para mitigar a situação.

Para os médicos, a protecção especial a esta classe e demais profissionais de saúde é “fundamental, inquestionável e indispensável”, perante os desafios da pandemia causada pela covid-19.

Esta protecção, sublinham os médicos, é mais necessária ainda dada a gravidade da situação e ao facto de, no país, existir um número reduzido de médicos para atender às necessidades de saúde das populações.

Angola conta agora com um total de 5.402 casos, com 2.577 recuperados, 2.630 activos dos quais 16 críticos e 14 graves e 195 óbitos.

Outros artigos do autor