Na Lunda-Sul

Maternidade carece de médico neonatologista

A maternidade provincial da Lunda-Sul carece de especialista de neonatologia para assistir os bebés que nascem na unidade, informou, a directora da instituição, Guilhermina Pereira.

Maternidade carece de médico neonatologista
D.R.
Noenatoligista participa do parto e analisa o estado do bebé
Guilhermina Pereira

Guilhermina PereiraDirectora da maternidade provincial da Lunda-Sul

Durante o primeiro semestre, foram registados 2.186 partos, 60 dos quais resultaram em nados mortos.

Noenatoligista é o especialista que participa do parto e analisa o estado geral do recém-nascido, como respiração, frequência cardíaca, movimento muscular e o acompanha nos primeiros dias de vida.

Segundo a responsável, tendo em conta o número de crianças que nascem na unidade, “é necessário um especialista nesta área para garantir uma melhor assistência aos recém-nascidos.

Dados indicam que, durante o primeiro semestre, foram registados 2.186 partos, 60 dos quais resultaram em nados mortos.

Foram igualmente registados 348 partos em adolescentes, com idades compreendidas entre 13 e os 17 anos, contra os 602 em igual período de 2018.

Guilhermina Pereira afirmou que, na falta deste especialista, os médicos clínicos gerais e pediatras fazem minimamente o trabalho do neonatologista.

Sem revelar números, Guilhermina Pereira avançou que a unidade necessita igualemte de instrumentista para facilitar as cirurgias.

A maternidade da Lunda-Sul presta serviços de banco de urgência, vacinação e partos. Dispõe de 28 camas, 73 enfermeiros, seis médicos, destes, dois ginecologistas e quatro clínicos gerais.

Outros artigos do autor

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS