Triplo homicídio em Espanha

Homem matou ex-mulher, ex-sogra e ex-cunhada

A vila de Carracido, no município de Valga, Pontevedra, Espanha, acordou esta segunda-feira de luto. Um homem, de 41 anos, matou a ex-mulher, a ex-sogra e a ex-cunhada pela manhã com recurso a uma arma de fogo, enquanto os filhos do casal – de quatro e oito anos – assistiam a tudo, adiantou Javier Losada, delegado do governo da Galiza, ao 'El País'.

Homem matou ex-mulher, ex-sogra e ex-cunhada
D.R.
43 o número de mulheres mortas em Espanha só este ano.

Este é o segundo homicídio em contexto de violência doméstica registado este ano no município de Valga, que conta com 6.000 habitantes.

Depois de ter cometido o crime, José Luís Abet regressou a casa com um vizinho e ligou para as autoridades a confessar o crime.

O casal tinha iniciado um processo de divórcio. As autoridades não tinham registo de episódios de violência doméstica anteriores.

Uma equipa de psicólogos instalou-se em Valga, enquanto a inspecção do local, por parte da Guarda Civil, continua. A casa, construída pelo casal, está isolada e a estrada de acesso mantinha-se cortada, esta segunda-feira à tarde.

Este é o segundo homicídio em contexto de violência doméstica registado este ano no município de Valga, que conta com 6.000 habitantes. O primeiro ocorreu a 10 de Março, em Setecoros: um homem de 47 anos matou a mulher, de 43, e suicidou-se de seguida.

Até ao triplo homicídio desta segunda-feira, já havia registo de 40 mulheres mortas este ano pelos seus companheiros ou ex-companheiros e mais de 1.000 desde 2003, adianta o 'El País'.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS