Devido a fraca participação das comissões de moradores

Campanha da pólio prorrogada em Luanda

A campanha de vacinação contra a Poliomielite que decorreu no último fim-de-semana, em Luanda, foi estendida para segunda e terça-feira devido a “fraca participação das comissões de moradores”.

Campanha da pólio prorrogada em Luanda
D.R
Campanha vai decorrer entre segunda e terça-feira

Felismina Neto Coordenadora da campanha de vacinação de Luanda

A responsável afirmou que deviam ser vacinadas mais de um milhão de crianças, mas deste número apenas 39 por cento foram imunizadas.

Em declarações à imprensa hoje, a porta-voz da campanha, Felismina Neto, confirmou o facto, apelando a participação das comissões de moradores, com o pensamento de que a actividade é um acto de cidadania e não de troca de valores monetários.

Segundo a porta-voz da campanha, algumas comissões de moradores estão a exigir pagamento, e não existem recursos financeiros para o efeito.

A responsável afirmou que deviam ser vacinadas mais de um milhão de crianças, mas deste número apenas 39 por cento foram imunizadas.  

Felismina Neto precisou que a representação da Organização Mundial de Saúde (OMS) em Angola, recomenda que sejam vacinadas pelo menos 95 por cento da população alvo, nomeadamente as crianças dos zero aos cinco anos.

A campanha vai contar com o reforço dos alunos das escolas técnicas de saúde, bem como com o envolvimento de voluntários, para a vacinação porta a porta e nos postos fixos.

Na campanha estiveram envolvidos mais de 12 mil cidadãos, mais de 3.500 equipas que vão trabalhar casa a casa.

A campanha deve acontecer em três rondas, devendo a segunda e a terceira ocorrerem em Novembro.

 

 

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS