Na Lunda-Norte

Autoridades alertam prevenção contra malária

As autoridades sanitárias da Lunda-Norte avisam a população a não negligenciarem as medidas de prevenção contra a malária e outras doenças, por causa da covid - 19.

Autoridades alertam prevenção contra malária
D.R
No 1.º trimestre Lunda-Norte registou 255 óbitos.

Em declarações à Angop, sobre o ponto de situação da epidemia na província, a chefe do departamento da Saúde Pública, Filomena Simão, aconselhou o consumo de água tratada, o uso do mosquiteiro impregnado e a realização de testes regulares, para o diagnóstico precoce da doença.

Como medidas de prevenção apontou a eliminação dos charcos de água, ter em atenção aos pneus e garrafas vazias, por serem criadores do mosquito que provoca o paludismo.

Sem avançar dados comparativos, informou que no primeiro trimestre deste ano a Lunda-Norte registou 255 óbitos, num universo de 88.379 casos positivos de malária.

Disse que o número de óbitos preocupa, daí a necessidade do reforço das medidas de prevenção quer por parte dos cidadãos como das autoridades.

Acrescentou que as mulheres grávidas e crianças são a faixa da população mais atingida pela doença.

Para inverter o quadro, as unidades hospitalares estão a ser reforçadas com fármacos anti palúdicos e, também, estão a ser intensificadas as campanhas de sensibilização, distribuição de mosquiteiros e treinamento do pessoal.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS