Garantem autoridades

Angola rastreou 1.630 passageiros e não tem registo de um caso suspeito

O Governo anunciou hoje que foram rastreados, na segunda-feira, 1.630 passageiros - 728 estrangeiros e 902 angolanos -, e "não há qualquer registo no país de um caso suspeito" do novo coronavírus, garantindo "reforço da vigilância epidemiológica".

Angola rastreou 1.630 passageiros e não tem registo de um caso suspeito
D.R

A informação foi transmitida hoje, em conferência de imprensa, pelo director nacional de Saúde Pública em exercício, Eusébio Manuel, referindo que entre as acções de vigilância está a instalação de medidas de biossegurança nos pontos de entrada.

"Nos aeroportos, portos, paragens de autocarro e fronteiras continuam a ser reforçadas medidas de vigilância epidemiológica", afirmou o responsável, adiantando que decorrem acções de informação, educação e comunicação nos meios de informação sobre o vírus.

A China elevou para 106 mortos e mais de 4.000 infectados o balanço do novo coronavírus detactado no final do ano em Wuhan, capital da província de Hubei (centro).

O anterior balanço apontava para 80 mortos e 2.700 infetados.

Angola, mesmo sem qualquer registo, tem em funcionamento centros-sentinela, em hospitais nacionais e provinciais para gestão de casos, com "envio diário de orientações técnicas" às províncias e unidades sanitárias.

Segundo Eusébio Manuel, uma comissão interministerial elabora, já em fase final, um Plano de Contingência, sendo que todos os dias são elaborados relatórios para actualização da situação epidemiológica do país.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS