TECNOLOGIA

7 razões para os países africanos abraçarem a implantação 5G

7 razões para os países africanos abraçarem a implantação 5G
D.R

1) Acertar o passo

Um relatório sobre 5G em África da GSMA, uma organização comercial global para operadoras de telefonia móvel, estima que apenas sete países africanos, incluindo África do Sul, Nigéria e Quênia, terão 5G até 2025. E isso representará apenas 3% dos serviços móveis dados em comparação a 16% globalmente.

2) Reduzir custos

Depois que o 5G decolar em regiões como a África Subsariana, o ganho anual do mmWave 5G crescerá muito mais rápido a partir de 2026, fechando a lacuna entre os primeiros e os tardios adotantes.

3) Modelo de negócios

Actualmente, a tecnologia 5G em África não deve visar apenas os dispositivos de consumo directamente, uma vez que a maioria dos africanos mantém os dispositivos por cerca de quatro anos ou mais. No mercado africano, deve haver alguns modelos de negócios claros no uso de 5G para acesso sem fio fixo ou usando um Equipamento nas Instalações do Cliente e certos casos de uso específicos da indústria, como turismo, hotelaria, mineração e transmissão de mídia.

4) Menos impostos para as operadoras

O mito de que 5G é muito caro por causa do hardware e da tecnologia deveria ser abandonado. Na verdade, uma grande proporção do custo vem de obstáculos como processo de aprovação e alternativas. Uma solução chave para o desafio do modelo de negócios no continente é reduzir os custos da rede, do espectro ao backhaul e aos impostos cobrados sobre as operadoras, dados, dinheiro móvel e dispositivos. Os governos podem desempenhar um papel fundamental para ajudar a resolver essas barreiras, assumindo uma posição de liderança e comprometendo-se a fornecer esse apoio.

5) 5G é uma tecnologia verdadeiramente revolucionária. Ficar para trás durante a era 3G e 4G não impede necessariamente que uma sociedade aproveite ao máximo o 5G

Ao contrário das gerações anteriores de tecnologia móvel, que tendia a apresentar um único recurso inovador para os usuários (1G permite que você ande e fale, 2G permite enviar textos, 3G permite que você entre na internet e 4G permite transmitir), o 5G promete um conjunto completo de melhorias dramáticas. Ele usa uma infra-estrutura sem fio totalmente nova para atingir velocidades até 100 vezes mais rápidas do que 4G e promete eliminar quase todos os atrasos de processamento. Ele também dará o pontapé inicial na internet das coisas, já que foi projectado para conectar bilhões de máquinas, aparelhos e sensores a baixo custo sem esgotar as baterias.

6) 5G traz muitas mudanças que atendem perfeitamente às necessidades dos países africanos

Enquanto o 5G prepara o terreno para novas oportunidades em muitos campos, suas três principais vantagens eMBB (banda larga móvel aprimorada), URLLC (Ultra ReliableLowLatency Communications), mMTC (massivas Comunicações de tipo de máquina) trará disrupções para indústrias que muito país africano visa desenvolver, como:

Manufatura

O fortalecimento do sector manufatureiro e da autossuficiência tem recebido mais prioridade desde o surto do COVID-19. O 5G está preparado para ajudar as operações de produção de manufatura a se tornarem mais flexíveis e eficientes, ao mesmo tempo em que melhora a segurança e reduz os custos de manutenção.

Energia e serviços públicos

Infraestruturas críticas como energia e serviços públicos se beneficiarão das tecnologias 5G, que podem criar soluções mais inovadoras em produção, transmissão, distribuição e uso de energia, bem como a próxima onda de recursos e eficiência de redes inteligentes.

Agricultura

Agricultores em todo o mundo estão usando a tecnologia IoT para optimizar os processos agrícolas, incluindo gerenciamento de água, fertirrigação, segurança do gado e monitoramento de safras, observou o relatório. O 5G pode permitir a colecta de dados em tempo real, permitindo que os agricultores monitorem, rastreiem e automatizem os sistemas agrícolas para aumentar a lucratividade, eficiência e segurança.

7) 5G pode ajudar África, mesmo para a próxima pandemia

O potencial de inovação por meio da digitalização é enorme no sector de saúde, e isso será acelerado com a introdução da tecnologia 5G. No contexto de África Austral, isso poderia ser particularmente benéfico, pois os cuidados de saúde através de dispositivos móveis permitirão que aqueles em áreas remotas tenham acesso a assistência que salva vidas. A tecnologia 5G também permitirá o acesso em tempo real aos dados de saúde, o uso de tecnologia vestível e ainda aproximará a realidade da cirurgia remota. Por meio de realidade aumentada (RA) e realidade virtual (VR), o 5G pode auxiliar no treinamento de profissionais médicos remotamente.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS