De 25 a 29 deste mês

Angola acolhe encontro sobre segurança na África Central

Luanda acolhe, a partir desta segunda-feira até 29 deste mês, os trabalhos da 49.ª reunião do Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas encarregado das Questões de Segurança na África Central (UNSAC).

Angola acolhe encontro sobre segurança na África Central
D.R.

Os participantes irão discutir sobre a situação geopolítica e de segurança na África Central, incluindo os desenvolvimentos políticos e institucionais dos últimos seis meses.

 

A agenda, que tem como palco o Hotel Convenções de Talatona (HCTA), tem no centro as mudanças climáticas, questão crucial cada vez mais considerada como assunto de grande preocupação dos Estados da sub-região.

Os debates  irão focar-se no impacto deste fenómeno sobre a paz e a segurança, além da troca de experiências sobre as suas manifestações nos países da África Central, bem como de uma discussão da forma de se agir colectivamente nesse domínio.
 
Os participantes irão discutir sobre a situação geopolítica e de segurança na África Central, incluindo os desenvolvimentos políticos e institucionais dos últimos seis meses.

Farão ainda parte do debate assuntos relacionados à governança, aos processos eleitorais, à situação humanitária, aos direitos humanos e à segurança interna e transfronteiriça.
 
Durante os trabalhos, o Secretariado Geral da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) apresentará um relatório que servirá de base para discussão sobre essas diferentes matérias.

Além das considerações gerais, este relatório fornecerá uma visão geral dos 11 países membros do Comité, nomeadamente Angola, Burundi, Camarões, República Centro Africana (RCA), República do Congo, República Democrática do Congo (RDC), Gabão, Guiné Equatorial, Ruanda, São Tomé e Príncipe e o Chade.
 
Estarão também em debate os conflitos ligados à transumância humana, pirataria marítima no Golfo da Guiné, promoção do desarmamento, implementação de uma agenda para as mulheres, paz e segurança na África Central, a luta contra o extremismo violento e o terrorismo. 
 
Esta é a segunda vez que Angola acolhe a reunião da UNSAC desde que o seu Secretariado foi confiado à UNSAC, em 2011. Luanda já havia albergado os trabalhos da 40.ª Sessão do encontro de 1 a 5 de Junho de 2015.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS