Segundo director da instituição

Instituto do cancro regista mais de 300 novos casos

Um total de 320 novos casos de cancro da mama foi registado de Janeiro à presente data pelo Instituto Nacional de Controlo do Cancro, anunciou, na quarta-feira, o director-geral da instituição, Fernando Miguel.

Instituto do cancro regista mais de 300 novos casos
D.R.

O Instituto Nacional de Controlo do Cancro acompanha 6.500 pacientes diagnosticados com cancro da próstata, do colo do útero e da mama.

 

Em declarações à imprensa, em Caxito, Bengo, o responsável avançou que, até ao final deste ano, o número de casos pode ser alterado, com a criação dos serviços provinciais de oncologia e com as acções de sensibilização, que visam despertar as pessoas para a realização dos exames preventivos.

Fernando Miguel informou que, comparativamente ao período de Janeiro a Outubro de 2018, houve uma redução de 31 casos.

Dos casos registados, cerca de 80 por cento dos pacientes chegam em fase avançada da doença (estado terminal), sendo a causa de morte de quase 30 por cento dos pacientes.

No âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário, consta o projecto de criação de Centros Regionais em Cabinda, Huambo, Huíla, Benguela e Malanje.

Na abertura da jornada alusiva ao Outubro Rosa/Novembro Azul, meses dedicados à prevenção e combate às doenças cancerígenas, o vice-governador do Bengo para o sector político, social e económico, António Martins, exortou os responsáveis da saúde a continuarem a sensibilizar as comunidades, sobre rastreios, para que se possa detectar a doença ainda na fase inicial.

O Instituto Nacional de Controlo do Cancro acompanha 6.500 pacientes diagnosticados com diferentes tipos de cancro (próstata, colo do útero, mama), sendo Luanda a província que regista mais casos da doença.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS