Defende embaixadora

UE destaca parceria "muito forte” e “diálogo" com Angola

A embaixadora da União Europeia (UE) em Angola defendeu hoje que a parceria com o país africano, que inclui o diálogo sobre direitos humanos, continua sólida, assumindo, no entanto, “preocupação” com os acontecimentos em Cafunfo.

UE destaca parceria "muito forte” e “diálogo" com Angola
D.R
Jeannette Seppen, embaixadora da UE em Angola.

Jeannette Seppen, que chegou a Angola em Setembro do ano passado, substituindo no cargo Tomas Ulicny, pediu, na semana passada, um encontro com o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, a propósito dos incidentes na província da Lunda Norte.

A reunião “ainda não aconteceu”, mas obteve resposta positiva por parte das autoridades angolanas, faltando apenas tratar dos detalhes práticos para o agendamento, assegurou a responsável europeia.

Na quinta-feira, um porta-voz comunitário adiantou à Lusa que a delegação da União Europeia em Angola endereçou, em nome da UE e dos chefes de missão, uma carta a Francisco Queiroz a deplorar os acontecimentos e a solicitar uma reunião para abordar a questão directamente com o ministro, recordando a importância das normas internacionais em matéria de direitos humanos.

O caso não deverá afectar, no entanto, a parceria “muito forte” entre Angola e a União Europeia, considerou a embaixadora.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS