Nos últimos sete dias

SME nega entrada de estrangeiros por irregularidades migratórias

O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) do Zaire negou, nos últimos sete dias, a entrada no território nacional, de 31 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), por falta de documentos de viagem válidos e meios de subsistência.

SME nega entrada de estrangeiros por irregularidades migratórias
DR

Em comunicado de imprensa divulgado hoje (20), o SME informa que deste número, 20 estrangeiros foram recusados a partir da fronteira do Luvo, 60 quilómetros a Norte da cidade de Mbanza Congo, 10 no Nóqui e um cidadão na comuna fronteiriça do Buela, município do Cuimba.

No mesmo período, segundo ainda a nota, o SEM emitiu 292 passes de travessia para os cidadãos nacionais, que se deslocaram para a RDC, por diversas razões.

Quanto as acções de controlo e fiscalização de estrangeiros em situação migratória ilegal, foram interpelados e detidos nos municípios do Soyo, Nzeto, Tomboco e Nóqui, 15 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) e um da Indonésia, por diversas infracções migratórias.

Neste intervalo, foram expulsos 19 cidadãos da RDC, sendo 15 por decisão administrativa e três por medidas judiciais.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS