Na Huíla

SIC destrói oito mil caixas de bebidas

SIC destrói oito mil caixas de bebidas
DR

Em Março, dois armazéns foram totalmente destruídos por um incêndio de grandes proporções, presumivelmente provocado por um curto-circuito, segundo o corpo de bombeiros.

Mais de seis mil caixas de refrigerantes e duas mil caixas de cerveja de diferentes marcas impróprias para o consumo foram incineradas hoje, segunda-feira (1), no Lubango, Huíla, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Sebastião Vica, porta-voz do SIC, disse que as quantidades foram apreendidas graças a uma denúncia pública, dando conta que o armazém em causa estava a comercializar produto impróprio para o consumo.

Na sequência, a corporação procedeu a diligências e de investigação, que permitiu determinar a qualidade do produto em causa, pois estavam com a composição química alterada, fruto de um incêndio que afectou as suas instalações há três meses.

“Eles retiram o produto após o incêndio e julgamos que tenham feito lavagem ao mesmo e remeteram novamente nas prateleiras para comercializar”, realçou.

Em Março, dois armazéns foram totalmente destruídos por um incêndio de grandes proporções, presumivelmente provocado por um curto-circuito, segundo o corpo de bombeiros.

As perdas totais foram estimadas em mais 30 mil toneladas consumidas pelo fogo, pois nos respectivos armazéns eram comercializados diversos produtos, desde inflamáveis aos alimentares, com realce para geradores, motorizadas, colchões, detergentes, tinta plástica, entre outros, o que contribuiu para a rápida propagação do fogo.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS