Visita acontece à margem da 9.ª Assembleia Parlamentar da CPLP

Presidente da Assembleia de Portugal visita Angola

Presidente da Assembleia de Portugal visita Angola
DR
Eduardo Ferro, presidente da Assembleia de Portugal

Ferro Rodrigues vai fazer uma visita guiada às instalações do Parlamento angolano e participa num almoço oferecido pelo seu homólogo Fernando da Piedade Dias dos Santos. Em Luanda, Ferro Rodrigues tem um encontro com o governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, e visita locais de interesse sócio-cultural como o Memorial António Agostinho Neto.

O presidente da Assembleia da República de Portugal, Eduardo Ferro Rodrigues, efectua a partir de hoje uma visita oficial a Angola, para o reforço da amizade e da cooperação bilateral no domínio parlamentar.

De acordo com um comunicado da Assembleia Nacional, Ferro Rodrigues desembarca em Luanda hoje à noite no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro onde deve receber cumprimentos de boas-vindas da direcção e da Comissão Permanente da Assembleia Nacional, de altos funcionários parlamentares e de responsáveis da Embaixada de Portugal em Angola.

Segundo o JA, o parlamentar luso testemunha o encontro entre delegações parlamentares dos dois países. O programa de visita de Ferro Rodrigues inclui uma deslocação ao Palácio Presidencial da Cidade Alta onde deve ser recebido pelo chefe de Estado, João Lourenço.

Ferro Rodrigues vai fazer uma visita guiada às instalações do Parlamento angolano e participa num almoço oferecido pelo seu homólogo Fernando da Piedade Dias dos Santos. Em Luanda, Ferro Rodrigues tem um encontro com o governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, e visita locais de interesse sócio-cultural como o Memorial António Agostinho Neto.

A visita acontece à margem da 9.ª Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que começa a 8 e termina a 10 deste mês.

A resolução de realizar o encontro em Luanda foi tomada durante os trabalhos da VIII Assembleia Parlamentar da CPLP, realizada em Janeiro último, em Cabo Verde, onde participaram mais de 120 parlamentares.

Na ocasião, o secretário executivo da CPLP disse à imprensa que a aproximação quer dos parlamentos como dos cidadãos lusófonos constituem prioridade para a comunidade, tendo realçado a importância do programa de mobilidade dos cidadãos do espaço CPLP, sobretudo de estudantes e empresários.

Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste integram a comunidade.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS