Nos países em vias de desenvolvimento

OMS prevê reduzir preço dos testes

A Organização Mundial da Saúde, através dos programas UNITAID e FIND, anunciou hoje um acordo que pode reduzir a metade o preço dos testes médicos ao covid-19 que vão ser produzidas para os países em vias de desenvolvimento.

OMS prevê reduzir preço dos testes
D.R

Graças a este acordo, o preço do teste médico pode vir a baixar de cinco para dois dólares e meio, conseguindo-se cobrir 50% das necessidades dos países mais vulneráveis e com sistemas de saúde frágeis. 

Nestes países, além da carência de provas para detectar o SARS CoV-2 também se verifica a falta de laboratórios.

Acresce que uma boa parte das populações vivem longe dos centros de saúde e necessitam de recursos rápidos para detecção do vírus evitando viagens que não são necessárias. 

A OMS estima que são precisos aproximadamente 500 milhões de testes de diagnóstico para cobrir as necessidades dos países em vias de desenvolvimento durante o ano de 2021, dos quais 75% deveriam ser usados em locais descentralizados.

Enquanto nos países desenvolvidos o número de provas diárias por cada 100 mil pessoas ascende às 252, nos Estados mais desfavorecidos há 24 análises por cada 100 mil habitantes. 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS