Na Índia

Incêndio na fábrica de produção de vacinas

Um incêndio deflagrou hoje no Serum Institute da Índia, o maior fabricante de vacinas no mundo, segundo os media locais, que precisam que a produção de vacinas contra a covid-19 não foi afectada.

Incêndio na fábrica de produção de vacinas

Cadeias de televisão indianas mostraram uma enorme nuvem de fumo cinzento sobre o local do Serum Institute da Índia, em Pune (oeste), onde se produzem actualmente milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus Covishield, desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford.

No entanto, segundo as mesmas fontes, o incêndio deflagrou num local em construção longe das instalações de produção das vacinas.

Segundo informação no ‘site’ da emissora indiana NDTV, o local atingido pelas chamas “fica a poucos minutos de carro das instalações onde as vacinas covid são produzidas”.

“A instalação de produção de vacinas não foi afectada e isto não vai afectar a produção”, disse à agência France Presse uma fonte do Serum Institute, precisando que “o fogo deflagrou numa nova fábrica em construção”.

“Enviámos seis ou sete camiões de bombeiros para o local. Não temos mais informações a partilhar de momento sobre a extensão do incêndio ou se alguém está em perigo”, indicou à AFP um responsável do quartel dos bombeiros locais.

A polícia de Pune, no estado de Maharashtra (sul), indicou à AFP que equipas suas também já tinham chegado ao local.

A Índia é o segundo país mais afectado pela epidemia da covid-19, a seguir aos Estados Unidos, contando mais de 10 milhões de casos, embora a taxa de mortalidade seja uma das mais baixas do planeta.

No início de Janeiro foram aprovadas de urgência duas vacinas: a Covishield e a Covaxin, fabricada pela empresa local Bharat Biotech.

A Índia lançou no sábado uma das campanhas de vacinação mais ambiciosas do mundo, visando inocular 300 milhões de pessoas até Julho.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS