Foto de Meghan e Harry retirada de sala de receções no palácio de Buckingham

Em julho, juntava-se a outros retratos dos netos da rainha. Mas esta quarta-feira, algo faltava naquela camilha quando Isabel II teve nova audiência. Será este o novo episódio da polémica real?

Foto de Meghan e Harry retirada de sala de receções no palácio de Buckingham

Está aí o novo fascículo da polémica série que envolve a família real britânica, com os ânimos cada vez mais acesos desde o passado domingo. Primeiro, os desabafos de Meghan Markle à ITV, sobre os dilemas da maternidade e as dificuldades enfrentadas entre a realeza. Depois, as confissões do marido, o príncipe Harry, que entre outros desabafos melindrosos admitiu algum afastamento em relação ao irmão William, como aliás há muito se especulava. Como não bastasse, junta-se a todo o mal estar a reação do pai de ambos, o príncipe Carlos, que a avaliar pelas notícias mais recentes dos tabloides está “absolutamente furioso” com os filhos e com o rumo dos acontecimentos.

 

E agora, o pormenor que faltava e que pode incendiar de vez as relações no clã. Sempre atentos aos detalhes, os mesmos jornais dão conta de uma eventual retirada estratégica da foto emoldurada dos duques de Sussex da sala de recepções no palácio de Buckingham. É aqui que a rainha Isabel II mantém as suas audiências privadas, com figuras como Boris Johnson, que por lá passou no final de julho, quando tomou posse como primeiro-ministro. Na ocasião, saltava à vista em diferentes imagens, a mesa onde a monarca exibe o retrato do casal William e Kate, ao fundo, do lado esquerdo; um outro dos netos, Harry e William, no seu uniforme militar; e mais recentemente, adicionado ao conjunto pelo menos desde o começo deste ano, o casal Harry e Meghan Markle.

Acontece que neste mesmo espaço, visitado esta quarta-feira, 22 de outubro, por Kisha Alexander-Grant, do Alto Comissariado de Grenada para o Reino Unido, as objetivas mais atentas deram pela ausência desta terceira moldura, uma eventual retirada que gera agora mais burburinho entre os súbditos do que qualquer página extra no para-arranca do Brexit.

 

E se a imprensa britânica assegura que Carlos, a voz mais audível do descontentamento, sempre apoiou Harry e Meghan, não deixou de fazer notar o desagrado do duque de Cornualha pelo facto da duquesa de Sussex ter cancelado um encontro com ele ao último minuto. A juntar a isso, recorde-se que o casal também não compareceu este verão em Balmoral, decisão que terá contribuído para alguma desconexão com o resto da família real britânica, que terá gerado incómodo até entre a soberana. Resta saber se será esta uma dura mensagem dirigida a Harry e Meghan ou um inocente deslize à espera da mais pragmática das explicações.