No Moxico

Explosões de minas causa dois feridos

Explosões de minas causa dois feridos
DR
A vítima encontra-se internada no Hospital Geral do Moxico

Um homem ficou ferido depois de accionar uma mina antipessoal, no Moxico, o segundo acidente do género, com feridos, nas duas últimas semanas, noticiou esta terça-feira a Angop.

O homem, de 18 anos, ficou com ferimentos ligeiros, que afectaram o rosto, peito e uma das mãos, quando, no domingo, no município de Luchazes, trabalhava na sua lavra e accionou a mina com a enxada.

A vítima encontra-se internada no Hospital Geral do Moxico.

Sobre o incidente, o oficial da Comissão Nacional Intersetorial de Desminagem e Assistência Humanitária (CNIDAH), Chile Chicanha, disse que a zona onde o mesmo ocorreu está declara livre de minas.

O caso anterior aconteceu na semana passada, quando um homem de 65 anos ficou gravemente ferido ao accionar uma mina antipessoal na comuna do Lucusse, município do Moxico, quando se deslocava para a lavoura.

O responsável do CNIDAH disse que foi criada uma comissão técnica do Grupo Consultor de Minas para revisar a área, habitada por cerca de mil pessoas, na sua maioria camponeses.

De acordo com dados do CNIDAH, em 2018, no Moxico, foi desminada uma área de mais de nove milhões de metros quadrados de terra, removidas e destruídas 576 minas antipessoais, 67 minas antitanques, 1.473 projecteis e 4.063 munições diversas.

Angola continua a enfrentar o desafio da desminagem, tendo o compromisso de tornar-se um país livre de minas até 2025, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção de Otawa, da qual é subscritora.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS