Para desminagem

EUA doam mais de 11 milhões USD

O governo dos Estados Unidos da América anunciou nesta segunda-feira a doação adicional de 11,1 milhões de dólares para novos projectos de desminagem humanitária e de gestão de inventário de armamento em Angola.

EUA doam mais de 11 milhões USD
D.R

Segundo uma nota, desde 1995 e com o aumento do financiamento em 2020, os EUA contribuíram, até a data, com mais de 145 milhões de dólares, a esses esforços em Angola, sendo o maior doador bilateral para o processo de desminagem humanitária no país. Apoiam fortemente o objectivo do Governo de limpar em segurança todos os campos minados até 2025.

A embaixadora Nina Fite afirma que “ 25 anos de apoio comprometido dos EUA à desminagem humanitária resultou na destruição de mais de 218 mil minas terrestres e outros engenhos explosivos, bem como na devolução segura de mais de 463 quilómetros quadrados de terra ao povo de Angola”, cita a nota.  

O investimento adicional  reforça as décadas de uma estreita parceria EUA-Angola que incluirá 8,6 milhões de dólares em financiamento para apoiar a desminagem humanitária levada a cabo pela ONG HALO Trust (HALO) e para expandir a capacidade operacional da organização Mines Advisory Group (MAG).  

Catorze equipas de desminagem desminaram campos classificados como de alta prioridade e antigas áreas de batalha no Bié, Kuando-Kubango e Moxico, as operações no Kuando-Kubango incidirão na bacia do Rio Okavango.

Globalmente, os projectos pretendem devolver ao uso produtivo mais de 4,2 quilómetros quadrados de terra e destruir mais de 9.600 engenhos explosivos, que irão beneficiar a segurança e a protecção de mais de 48 mil angolanos.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS