Por questões de segurança

EMIS desaconselha ajuda de terceiros no multicaixa

A Empresa Interbancária de Serviços (Emis) registou, no decurso deste ano, 25 queixas de trocas de cartões multicaixa de pessoas que solicitaram ajuda a estranhos, anunciou, na quinta-feira, em Luanda, o administrador executivo para área de controlo de fraudes, operações e gestão da relação, Joaquim Caniço.

EMIS desaconselha ajuda de terceiros no multicaixa
D.R.

 

Segundo o responsável, que falava à imprensa a propósito dessas fraudes, no primeiro trimestre deste ano, a Emis registou 12 queixas, no segundo 10 e no terceiro três.

Garantiu que o sistema de pagamento automático é seguro, frisando que o elo mais fraco neste processo é o próprio utilizador, que não acata as medidas de segurança, como a não partilha de senha, evitar solicitar ajuda a terceiros e falta de certificação se uma dada operação foi anulada com sucesso.

“Em caso de suspeita de uma operação num Terminal de Pagamento Automático (TPA) ou num Caixa Automático (CA), o utente deve de imediato alterar o seu código PIN, e em caso de troca ou furto do cartão deve de imediato ligar para os terminais 222 641 840 / 923 168 840 para pedir a anulação do cartão, ou dirigir-se à agência do seu banco mais próxima”, alertou.

Número de operações no multicaixa

A Emis, através dos bancos, controla mais de cinco milhões de cartões, e, em 2018, registou 307,2 milhões de transacções, sendo 151 milhões nos TPA. Essas operações resultaram em 1.915 bilhões de kwanzas para o CA e 1.877,9 mil milhões de kwanzas para o TPA.

Até Agosto deste ano, foram 222,2 milhões de transacções no CA e 122 milhões no TPA, garantindo receitas de 1.360,8 mil milhões de kwanzas para o CA e 1.542,2 mil miliões de kwanzas para o TPA.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS