Na Argélia

Eleições presidenciais marcadas para 12 de Dezembro

O chefe de Estado interino da Argélia, Abdelkader Bensalah, anunciou, esta segunda-feira, que as eleições presidenciais serão realizadas a 12 de Dezembro, noticiou a Reuters.

Eleições presidenciais marcadas para 12 de Dezembro
D.R.

Inicialmente marcada para 4 de Julho, a eleição teve de ser cancelada, por não terem surgido candidatos, face à contestação que abalou o país desde 22 de Fevereiro.

O anúncio de Abdelkader Bensalah foi feito num discurso "à nação", transmitido pela televisão pública da Argélia.

"Decidi (...) que a data das eleições presidenciais será quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019", disse Bensalah que, de acordo com a Constituição do país, não pode ser candidato.

O chefe de Estado interino da Argélia, que assinou hoje o decreto da convocatória do ato eleitoral, pediu aos argelinos "que contribuam colectivamente (...) em 12 de Dezembro, para escrever a história do seu país e a escolha do seu novo Presidente".

A eleição presidencial para eleger um sucessor de Abdelaziz Bouteflika, inicialmente marcada para 4 de Julho, teve de ser cancelada, por não terem surgido candidatos, face à contestação que abalou o país desde 22 de Fevereiro.

A data anunciada para a realização das eleições presidenciais coincide com os prazos exigidos pelo chefe de gabinete do exército, Ahmed Gaïd Salah, considerado o verdadeiro homem forte do país desde a renúncia forçada do Presidente Abdelaziz Bouteflika, no dia 02 de Abril.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS