RDC

Candidatura de Bemba ‘chumbada’

A Comissão Eleitoral da República Democrática do Congo (RDC) rejeitou a candidatura presidencial do ex-vice-presidente Jean-Pierre Bemba, devido a caso pendente no TPI. Cinco outros candidatos também foram rejeitados.

Candidatura de  Bemba ‘chumbada’
DR

O anúncio foi feito no sábado, quando a comissão anunciou os candidatos elegíveis para a votação, marcada para 23 de Dezembro.

Depois de quase dois anos de especulação e agitação, o presidente Joseph Kabila não se candidatou, mas escolheu um candidato para uma coalizão recém-formada e a oposição se preocupa que ele continue a afirmar influência.

Bemba tornou-se candidato presidencial depois que, em Junho passado, juízes do Tribunal Penal Internacional (TPI) o absolveram de crimes de guerra cometidos por seu Movimento para a Libertação do Congo (MLC), na vizinha República Centro Africana, em 2002 e 2003.

Bemba regressou ao Congo no início deste mês, depois de mais de uma década, e se registou como candidato.

A Comissão Eleitoral da RDC, no entanto, apontou que outro caso está pendente no TPI, em que Bemba foi condenado por interferir com testemunhas, chamando isso de sinónimo de corrupção, para negar-lhe a candidatura.

A lei congolesa impede que as pessoas condenadas por corrupção concorram à presidência.

Bemba não fez nenhuma declaração imediata, mas a secretária-geral do seu partido MLC, Eve Bazaiba, disse nos média sociais que o medo da candidatura de Bemba candidatura “fez Kabila tremer ao ponto de usar a Comissão Eleitoral para impedi-lo”.

Bemba pode recorrer da decisão e a lista final de candidatos é esperada para 19 de Setembro. Cinco outros candidatos foram rejeitados, incluindo três ex-primeiros-ministros.

 

POPULARES

ÚLTIMAS