Banco central garante criar condições

BNA quer venda directa de divisas das petrolíferas aos bancos

O Banco Nacional de Angola (BNA) está a trabalhar com as companhias petrolíferas para a venda directa de divisas aos bancos comerciais, garantiu na quarta-feira, em Luanda, o governador do Banco Central.

BNA quer venda directa de divisas das petrolíferas aos bancos
D.R.
José de Lima Massano

José de Lima MassanoGovernador do BNA

O que queremos fazer é mais do que isso. Queremos chegar a um ponto em que as companhias petrolíferas, também para outras necessidades, não necessariamente para os acordos tripartidos, possam vender directamente a moeda aos bancos comerciais.

Segundo José de Lima Massano, actualmente, a venda de dólares aos bancos comerciais, por via das petrolíferas, acontece apenas para acordos tripartidos, aqueles em que as companhias petrolíferas identificam os fornecedores críticos.

“O que queremos fazer é mais do que isso. Queremos chegar a um ponto em que as companhias petrolíferas, também para outras necessidades, não necessariamente para os acordos tripartidos, possam vender directamente a moeda aos bancos comerciais”, frisou o governador do BNA.

Segundo o responsável, o BNA está a trabalhar com a Associação dos Operadores Petrolíferos, para a definição de um calendário, porquanto tiveram algumas situações condicionantes relacionadas com a organização quase voluntária que o mercado foi tendo, para a aquisição dessa moeda, o que, de alguma forma, exerceu também uma pressão sobre a formação da taxa de câmbio.

Disse que, ao fazer a devolução dessas transacções aos bancos comerciais, o Banco Central quer certificar-se de que elas acontecem num quadro de estabilidade e contribuem para o desenvolvimento da economia.

Em relação às reservas internacionais, divididas em três categorias, designadamente recursos do Banco Central, recursos do Tesouro e recursos dos bancos comerciais, que estão à aguarda do BNA, Lima Massano afirmou que as reservar têm como fonte principal o sector petrolífero, frisando que qualquer abrandamento da produção e redução de preço tem um impacto sobre as reservas.

Explicou que a componente que mais afecta o desempenho das reservas é a fiscal, uma vez que, para o exercício fiscal, o tesouro faz recurso às suas reservas que tem no BNA, para que a despesa pública e outras despesas possam ser honradas.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS