Em Moçambique

Assistência às populações vulneráveis estimada em 240 milhões USD

O governo moçambicano estima em 240 milhões de dólares o custo da assistência a cerca de um milhão de pessoas vulneráveis no país, devido ao impacto da covid-19.

Assistência às populações vulneráveis estimada em 240 milhões USD
D.R
Moçambique conta actualmente com mais de 650 doentes.

"Se conseguida a mobilização de recursos, isso vai ter um impacto significativo do ponto de vista social e, sobretudo, para as famílias vulneráveis", disse Vasco Nhabinde, director de Estudos Económicos e Financeiros no Ministério da Economia e Finanças.

Vasco Nhabinde falava hoje em Marracuene, nos arredores da capital moçambicana, no segundo dia da conferência científica organizada pelo Instituto Nacional de Saúde sobre a covid-19.

A assistência será feita através do Instituto Nacional de Acção Social (INAS) de Moçambique, que deverá priorizar projectos de apoio a populações vulneráveis, principalmente em zonas rurais.

Para identificar as famílias em situação de vulnerabilidade no país, segundo o director, foi usado o Índice de Pobreza Multidimensional, e, assim, chegou-se ao total de 990 mil pessoas.

Os 240 milhões de dólares fazem parte de um total de 700 milhões de dólares  que o país pediu aos parceiros internacionais para cobrir o défice orçamental face à pandemia.

Moçambique totaliza 651 casos positivos de covid-19, quatro óbitos e 169 recuperados.

 

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS