Artur Almeida e Silva, há dois anos à frente do futebol angolano

As makas do presidente da FAF

A 27 de Dezembro, Artur de Almeida e Silva completa dois anos de mandato, restando mais dois para o fim, completando assim o ciclo olímpico até 2020. A vida do presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF) não tem sido fácil e está associada a várias polémicas e makas que a sua gestão vem criando. ‘Rei Artur’, como é conhecido, formado em gestão de empresas, tenta minimizar os problemas, afirmando não possuir “varinha mágica” para o futebol angolano. Até já foi baptizado pelos agentes desportivos e comentadores como sendo o presidente mais polémico na história na federação. O NG faz uma cronologia do seu ‘reinado’, que começou com a promessa de resolver 50 pontos fundamentais.

As makas do presidente da FAF
Mário Mujetes

17 de Janeiro de 2017

Quase um mês após a posse, o vice-presidente para o futebol jovem, Norberto de Castro, demite-se do cargo, rejeitando “pactuar com falsidades e divergências” com o presidente. Numa carta enviada à comunicação social, Norberto de Castro revela que houve exclusões em reuniões de direcção, além de ter sabido por terceiro que passaria a ocupar o cargo de vice-presidente para o futebol nos municípios e comunas.

Nas vésperas da abertura da época 2017, a direcção de Artur de Almeida e Silva é surpreendida com o comunicado do Benfica de Luanda a anunciar a desistência do Girabola, quando faltava uma semana do arranque da prova. A federação vive momentos difíceis com a tragédia no Estádio 4 de Janeiro, no jogo de baptismo da equipa de Santa Rita de Cássia do Uíge, frente ao Recreativo do Libolo, em que morreram 17 pessoas e 59 ficaram feridas, quando tentavam entrar no recinto desportivo.

 

 

13 de Fevereiro

O actual e o antigo presidente, Artur de Almeida e Silva e Pedro Neto, são vítimas de assalto na África do Sul, onde se deslocaram para uma  reunião da Comissão Executiva da CAF.

 

2 de Maio

Há muito que clamava por um espaço próprio, o Governo Provincial de Luanda atribui a gestão das instalações do campo de S. Paulo à FAF. Artur de Almeida promete transformar o recinto desportivo num novo centro de treino para as selecções nacionais, mas, até agora, não se vislumbra qualquer obra no local.

 

12 Junho

A direcção da federação vive momentos amargos, em França. O atleta Tulomba Kumuelo Eduardo, conhecido por ‘Rachid’, deserta após o último jogo da selecção de sub-20, no Torneio de Toulon. Até agora, a FAF desconhece o paradeiro do atleta, apesar de este interagir com os familiares em Luanda pelas redes sociais.

 

6 de Outubro

Artur de Almeida e Silva promete, no Lubango, irradiar árbitros e dirigentes que optarem por uma conduta que manche a modalidade.

 

 

16 de Janeiro 2018

FAF e 1.º de Agosto estiveram de costas viradas por algum tempo. Tudo porque a federação tinha suspendido, por 70 dias, atletas do clube militar de todas as competições, na sequência da ausência deles na selecção nacional que participou no CHAN, decorrido em Marrocos. Adão Costa acusa o 1.º de Agosto de”falta de patriotismo”, gerando um mau clima entre as duas instituições.

 

13 Abril

A árbitra internacional Marximina Bernardo é suspensa por três anos pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF), por alegada corrupção num jogo do Girabola de 2014, que envolveu o Benfica de Luanda. A juíza voltará a apitar em 2021.

 

 

29 de Março

Baptizada de ‘ federação das punições’. O Conselho de Disciplina suspende, por um ano, Agostinho Tramagal, na altura treinador do 1.º de Maio, e ao pagamento de uma multa de um milhão e 70 mil kwanzas.No mesmo mês, e na condição de presidente interino da FAF, Adão da Costa é suspenso por 15 dias e multado, em kwanzas, com o equivalente a 750 dólares, por ter chegado atrasado, sem justificação, a uma convocatória do Conselho de Disciplina.

 

 

22 de Julho

Em conferência de imprensa, Artur de Almeida e Silva acusa a antiga gestão do general Pedro Neto de ter deixado os cofres da FAF vazios e com uma dívida superior a 400 milhões de kwanzas. Dívidas estas que terão motivado o BPC a congelar 25 milhões de kwanzas do OGE atribuído à FAF pelo Governo, este ano.

 

21 de Agosto

Por validar um golo inexistente na 22.ª jornada do Girabola, numa partida que opôs o Sporting de Cabinda ao Petro de Luanda, no passado dia 7 de Julho, o árbitro Paulo Talaia é suspenso por 85 dias.

 

 

6 de Setembro

O Conselho de Disciplina suspende, de toda a actividade desportiva, o agente Floriano Patrício Aníbal Quiposso, antigo director do Progresso da Lunda-Sul, por adulteração de documentos.De penalizações não é tudo. Este conselho multou 19 clubes entre os quais da primeira e segunda divisões equivalente 1.350 dólares, por incumprimentos no pagamento de multas à FAF.

 

 

25 Outubro

Presente em Londres para assistir à gala da FIFA, o presidente da FAF promete trazer Gianni Infantino, Maradona e Ronaldo para a primeira gala ‘Palancas Negras em futebol’, que teve lugar em Dezembro, mas nenhum dos convidados aterrou em Luanda.