Nas últimas 24 horas

África regista mais 255 mortes e mais 8.319 infecções

O número de mortes em África devido à covid-19 subiu nas últimas 24 horas para 34.327, mais 255, e há mais 8.319 casos de infecção, num total de 1.420.629, segundo os dados mais recentes da pandemia no continente.

África regista mais 255 mortes e mais 8.319 infecções
D.R

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas o número de recuperados nos 55 Estados-membros da organização é agora de 1.168.444, mais 10.282 casos.

O maior número de casos de infecção e de mortos continua a registar-se na África Austral: 722.376 e 17.322, respetivamente. Nesta região, apenas a África do Sul, que é o país mais afetado do continente, contabiliza agora 663.282 casos, mais 1.346 casos do que nas últimas 24 horas, e 16.118 mortos, mais 126.

O Norte de África, a segunda zona mais afectada pela pandemia, tem 305.935 pessoas infetadas e 10.175 mortos e na África Ocidental o número de infeções é de 172.961, com 2.574 vítimas mortais.

A região da África Oriental contabiliza agora 162.189 casos e regista 3.185 vítimas mortais e na África Central estão registados 57.168 casos e 1.071 óbitos, os mesmos desde há 48 horas.

Entre os seis países mais afetados constam também a Nigéria, com 57.613 infectados e 1.100 mortos, o mesmo número que nas últimas 24 horas, e a Etiópia, que ultrapassou em igual período os 70.000 casos de infeção (70.422) e regista 1.127 mortos.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortes e Moçambique em número de casos, que ultrapassou a barreira dos 7.000.

Angola regista 155 mortes e 4.236 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 vítimas mortais e 5.018 infectados), Cabo Verde (52 mortos e 5.337 casos) e Moçambique (45 óbitos e 7.114 infetados).

A Guiné-Bissau mantém os 39 mortos, e o número de infetados é hoje de 2.324, enquanto São Tomé e Príncipe mantém o número de 15 mortes e 908 infetados registados nas últimas 24 horas.

POPULARES

ÚLTIMAS