São Tomé e Príncipe

Ministro da Saúde contra plantação de canábis no país

O ministro da Saúde de São Tomé e Príncipe, Edgar Neves, mostrou-se totalmente contra a plantação de canábis para fins medicinais no país, um projecto polémico sobre o qual o governo ainda não decidiu.

Ministro da Saúde contra plantação de canábis no país
D.R.

 

“Este é um tema delicado e vou manifestar a minha opinião pessoal. (…) Eu, pessoalmente, discordo totalmente porque os custos são muito maiores do que os eventuais benefícios que possa vir a ter”, comentou, em entrevista, o governante.

Em causa está um projecto de plantação de canábis, que é defendido pelo ministro da Agricultura. O governo já reiterou que não legalizou o cultivo da planta no país.

Edgar Neves acautelou que conhece os benefícios da utilização de canábis para fins medicinais e também reconheceu que o projecto tem capacidade de melhorar a economia do país.

A incapacidade de controlar a produção e impedir que a população, essencialmente jovem, tenha acesso à canábis, é o principal argumento apresentado pelo governante, que tutela o Instituto da Droga e da Toxicodependência.

O presidente da Assembleia Nacional, Delfim Neves, afirmou esta semana ser contra esta plantação, e o Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe, no poder, também se demarcou do projecto.

RECOMENDAMOS

POPULARES

ÚLTIMAS